CONFIGURANDO SSH NO WINDOWS

O SSH é uma ferramenta que dispensa comentários. Além se permitir administrar máquinas Linux remotamente e transferir arquivos de forma segura, ele pode ser usado para rodar programas gráficos remotamente, criar túneis criptografados e até mesmo fazer backups, com a ajuda do rsync.

O SSH é como um iceberg: mais de 90% dos recursos estão escondidos sob a superfície ;). Você pode se aprofundar no uso do SSH no meu guia de acesso remoto (http://www.hardware.com.br/guias/acesso-remoto/). A dica de hoje é sobre como acessar máquinas Linux, com o SSH ativo através do Windows.

Existem diversas versões do SSH. A maioria das distribuições Linux inclui o OpenSSH, que não possui um cliente for Windows. No entanto, isso não chega a ser um problema, pois o SSH é um protocolo aberto, o que permite o desenvolvimento de clientes para várias plataformas, inclusive Windows. Eles são usados por muita gente para administrar servidores Linux remotamente.

Um exemplo de cliente simples e gratuito é o Putty, que inclui também o PSFTP, um cliente de SFTP, que permite também transferir arquivos usando comandos de transferência como put, get, cd, lcd, pwd, lpwd, etc. Ambos podem ser baixados no: http://www.putty.nl/.

Usar o Putty para se conectar a servidores Linux é bem simples, pois ele não precisa sequer ser instalado. Basta baixar o arquivo e executar.

index_html_m23effb76

O putty também permite criar túneis. Comece colocando o IP ou domínio do servidor a que vai se conectar no campo “Host Name (or IP address)” na tela principal, como se estivesse abrindo uma conexão normal. Mas, ao invés de clicar no “open”, acesse a opção “Connection > SSH > Tunels”.

Na “source port” vai a porta do seu micro, que receberá o túnel (3128, por exemplo) e no “Destination” vai o endereço IP ou domínio do servidor remoto a que você está se conectando, seguido da porta, como em “meuservidor.com.br:3128”. Clique no “Add” (você pode adicionar várias portas) e em seguida no “Open”, para abrir a conexão.

index_html_53132bcc

Outro exemplo de cliente SSH é a versão da SSH Security, que possui vários recursos mas é gratuita apenas para universidades e usuários domésticos e por isso bem menos usado. O link é: http://www.ssh.com.

O Putty, o SSH da SSH Security e o OpenSSH são intercompatíveis. A grande limitação é que esses dois clientes são limitados ao modo texto, pois, para exibir aplicativos gráficos via SSH, é necessário que o sistema cliente possua um servidor X, coisa que o Windows naturalmente não possui nativamente. Ao tentar abrir qualquer aplicativo gráfico, você recebe a fatídica mensagem “cannot connect to X server”.

Também não existem servidores SSH “de verdade” para Windows, que permitam administrar um servidor Windows remotamente. As soluções se “servidores” SSH para Windows se concentram nos recursos de encriptação para transferências de arquivos e criação de túneis.

Voltando ao tema principal, existem alguns servidores X para Windows, que abrem uma sessão do X dentro de uma janela, como o X-Win32 (http://xwin32.dk) e o WinaXe (um Shareware de 90 dólares que pode ser baixado no http://labf.com). O Putty pode ser configurado para utilizar um desses servidores (de forma a rodar aplicativos gráficos), marcando a opção “Enable X11 forwarding”, em “Connection > SSH > Tunnels”. Embora não seja uma solução muito elegante, realmente funciona:

index_html_m30f1eee3

Mas, a melhor opção para rodar aplicativos gráficos via SSH no Windows é o Cliente NX, que (uma vez configurado o servidor) é muito mais simples de usar e oferece uma performance muito melhor que a obtida ao rodar aplicativos gráficos através do SSH “puro”, graças às várias otimizações utilizadas.

Você pode baixar o cliente NX for Windows no http://nomachine.com. No site, você pode fazer um “testdrive”, acessando um dos servidores da empresa. O NX trabalha sobre o SSH, implementando um conjunto de otimizações para reduzir o tráfego e a latência das conexões. O resultado é algo similar ao VNC, mas com um desempenho bem melhor. Ao contrário do putty, no NX tudo é feito através de um cliente gráfico:

index_html_m7f47465b

Na hora de transferir arquivos via SFTP, uma boa opção é o Filezilla, um cliente de FTP gráfico e bastante amigável, que inclui suporte ao SFTP. Você pode baixá-lo no: http://filezilla.sourceforge.net/

Para conectar a servidores SSH, use a opção “File > Site Manager > New Site” (os campos na tela principal servem apenas para servidores FTP). Na tela seguinte, informe o IP do servidor, a porta (22) e a conta de acesso. Uma vez conectado, você acesso os arquivos usando a interface tradicional dos clientes de FTP, com as duas janelas, uma mostrando os arquivos locais e outra mostrando os do servidor. Para transferir arquivos, basta arrastá-los entre as duas.

Sobre Alexandre Pires

ORACLE OCS Goldengate Specialist, OCE RAC 10g R2, OCP 12C, 11g, 10g , 9i e 8i - Mais de 25 anos de experiência na área de TI. Participei de projetos na G&P alocado na TOK STOK, EDINFOR alocado na TV CIDADE "NET", 3CON Alocado no PÃO DE AÇUCAR, DISCOVER alocado na VIVO, BANCO IBI e TIVIT, SPC BRASIL, UOLDIVEO alocado no CARREFOUR e atualmente na ORACLE ACS atendendo os seguintes projetos: VIVO, CLARO, TIM, CIELO, CAIXA SEGUROS, MAPFRE, PORTO SEGURO, SULAMERICA, BRADESCO SEGUROS, BANCO BRADESCO, BASA, SANTANDER, CNJ, TSE, ELETROPAULO, EDP, SKY, NATURA, ODEBRESHT, NISSEI, SICREDI, CELEPAR, TAM, TIVIT, IBM, SMILES, CELEPAR, SERPRO,OKI,BANCO PAN, etc
Esse post foi publicado em LINUX e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s