Como Ativar uma base replicada pelo goldengate sem perder dados.

Migrando as atividades dos usuários para o banco secundário.

1. (Opcional) Se você precisar realizar alguma manutenção no seu sistema secundário, você pode fazer isso a qualquer hora, mas antes  todos os usuários do sistema secundário devem estar apontando de volta para o sistema principal.

Se você desligar o sistema secundário por qualquer período de tempo, você deverá estar ciente dos seguintes riscos:

❍ O disco do site principal, onde as trilhas do extract são geradas poderá ficar sem espaço, pois o extract continua acumulando dados mesmo com o sistema secundário offline. Se isso acontecer o Extract do sistema  primário irá parar de acumular as alterações e abendar.

❍ Se o sistema principal falhar enquanto o sistema secundário estiver desligado, as alterações de dados não estarão disponíveis para serem aplicadas no secundário quando ele voltar a funcionar, quebrando toda a sincronização e exigindo uma nova reinstanciação completa entre o primário e o secundário.

2. No sistema principal, pare os aplicativos, mas deixe o extract  e o datapump em execução para que eles continuem capturando qualquer transação existente no sistema.

3. No sistema principal, emita o seguinte comando no Extract principal até que apareça a mensagem “At EOF, no more records to process.”  essa mensagem indica que todas as transações foram capturadas.

LAG EXTRACT <ext_1>

4. No sistema principal, pare o processo de Extract principal

STOP EXTRACT <ext_1>

5. No sistema principal, digite o seguinte comando para o datapump até que ele retorne a mensagem “At EOF, no more records to process.”  essa mensagem indica que o datapump enviou todos os dados capturados para o sistema secundário.

LAG EXTRACT <pump_1>

6. No sistema principal, pare o datapump.

STOP EXTRACT <pump_1>

7. No sistema secundário, emita o comando STATUS REPLICAT até que ele retorne “At EOF (end of file).”. “essa mensagem confirma que processo Replicat inseriu todos os dados a partir das trilhas no banco de dados.

STATUS Replicat <rep_1>

8. No sistema secundário, pare o Replicat.

stop Replicat <rep_1>

9. No sistema secundário, faça o seguinte:

❍ Execute o script que concede permissões de inserir, atualizar e excluir para os usuários dos aplicativos de negócios.

❍ habilite as triggers e as casdade delete constraints (se você desabilitou).

❍ Execute os scripts de aplicação (se houver), inicie as aplicações, e cópie arquivos essenciais que não fazem parte do ambiente de replicação (se houver).

10. No sistema secundário, alterar o Extract principal para começar a capturar os dados com base no timestamp atual. Caso contrário, o Extract vai gastar tempo desnecessário procurando operações da data/hora em que o grupo foi criado com o comando ADD extract.

ALTER EXTRACT <ext_2>, BEGIN NOW

11. No sistema secundário, inicie o Extract primário para iniciar a captura das  alterações transacionais.

START EXTRACT <ext_2>

NOTA Não ligar o datapump no sistema secundário, e não iniciar o Replicat

no sistema primário. Os dados devem ser armazenados na trilha local do sistema secundário até que o banco de dados principal esteja pronto para receber atividades dos usuários novamente.

12. Mudar as atividades dos usuário para o sistema secundário.

13. Fazer a manutenção necessária no sistema principal.

Movendo as atividades dos usuários de volta para o sistema primário

1. No sistema secundário, pare os aplicativos do usuário, mas deixe o Extract principal em execução para que ele capture todos os dados de transações em atraso.

2. No sistema principal, inicie o Replicat para receber as alterações do sistema secundário.

START Replicat <rep_2>

3. No sistema secundário, iniciar o datapump para começar a mover os dados armazenados

na pista local, através de TCP / IP para o sistema principal.

START EXTRACT <pump_2>

4. No sistema secundário, emita o seguinte comando no Extract principal até que apareça a mensagem “At EOF, no more records to process.”  essa mensagem indica que todas as transações foram capturadas.

LAG EXTRATO <ext_2>

5. No sistema secundário, pare o extract primário.

STOP EXTRACT <ext_2>

6. No sistema secundário, digite o seguinte comando para o datapump até que ele retorne a mensagem “At EOF, no more records to process.”  essa mensagem indica que o datapump enviou todos os dados capturados para o sistema principal.

LAG EXTRACT <pump_2>

7. No sistema secundário, pare o datapump.

STOP EXTRACT <pump_2>

8. No sistema principal, emita o comando STATUS REPLICAT até que ele retorne “At EOF (end of file).”. “essa mensagem confirma que processo Replicat inseriu todos os dados a partir das trilhas no banco de dados.

STATUS Replicat <rep_2>

9. No sistema principal, pare o Replicat.

STOP Replicat <rep_2>

10. No sistema principal, faça o seguinte:

❍ Execute o script que concede permissões de inserir, atualizar e excluir para os usuários dos aplicativos de negócios.

❍ habilite as triggers e as cascade delete constraints (se estiverem desabilitadas).

❍ Execute os scripts da aplicação (se houver), inicie as aplicações e copie arquivos essenciais que não fazem parte do ambiente de replicação. (se houver)

11. Sobre o sistema primário, alterar o Extract principal para começar a capturar os dados com base no timestamp atual. Caso contrário, o Extract vai gastar tempo desnecessário procurando operações que datam do tempo em que o grupo foi criado com o comando ADD extract.

ALTER EXTRACT <ext_1>, BEGIN NOW

12. No sistema principal, inicie o Extract primário para iniciar a captura das  alterações transacionais.

START EXTRACT <ext_1>

13. Mudar o apontamento das atividades dos usuários para o sistema principal.

14. (Opcional) Se precisar fazer manutenção no sistema secundário, você terá que fazer nesse momento, antes de iniciar o datapump no sistema principal. Note que os dados capturados vão se acumular no sistema principal, enquanto o secundário estiver offline.

15. No sistema primário, iniciar o datapump.

START EXTRACT <pump_1>

16. No sistema secundário, inicie Replicat.

START Replicat <rep_1>

Sobre Alexandre Pires

ORACLE OCS Goldengate Specialist, OCE RAC 10g R2, OCP 12C, 11g, 10g , 9i e 8i - Mais de 25 anos de experiência na área de TI. Participei de projetos na G&P alocado na TOK STOK, EDINFOR alocado na TV CIDADE "NET", 3CON Alocado no PÃO DE AÇUCAR, DISCOVER alocado na VIVO, BANCO IBI e TIVIT, SPC BRASIL, UOLDIVEO alocado no CARREFOUR e atualmente na ORACLE ACS atendendo os seguintes projetos: VIVO, CLARO, TIM, CIELO, CAIXA SEGUROS, MAPFRE, PORTO SEGURO, SULAMERICA, BRADESCO SEGUROS, BANCO BRADESCO, BASA, SANTANDER, CNJ, TSE, ELETROPAULO, EDP, SKY, NATURA, ODEBRESHT, NISSEI, SICREDI, CELEPAR, TAM, TIVIT, IBM, SMILES, CELEPAR, SERPRO,OKI,BANCO PAN, etc
Esse post foi publicado em GOLDENGATE e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s